Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/camacarinoticias/public_html/app/imprimir.php:9) in /home/camacarinoticias/public_html/conf/config2.php on line 17

Warning: session_start() [function.session-start]: Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/camacarinoticias/public_html/app/imprimir.php:9) in /home/camacarinoticias/public_html/conf/config2.php on line 35

Warning: session_start() [function.session-start]: Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/camacarinoticias/public_html/app/imprimir.php:9) in /home/camacarinoticias/public_html/conf/config2.php on line 35
Homem atira três vezes em vizinho para impedir ritual religioso | Camaçari Notícias

Homem atira três vezes em vizinho para impedir ritual religioso

Escrito por: Pesquisa Web - Polícia-

Alexandre Santos Silva foi baleado por um vizinho, na manhã desta quinta-feira (11), depois de tentar colocar uma oferenda religiosa na rua. O crime aconteceu por volta das 5h20, na Rua Fazenda Grande do Retiro, no bairro de Fazenda Grande do Retiro.

Após uma discussão, o vizinho sacou uma arma atirando contra Alexandre três vezes. Os tiros acertaram o braço, axila e nádega da vítima, que não teve a idade divulgada, que foi socorrida a princípio para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de San Martin e depois encaminhada para o HGE, onde permanece internada.

De acordo com informações do boletim de ocorrência do posto da Polícia Civil do Hospital Geral do Estado (HGE), Alexandre tentava colocar a oferenda na rua de casa, quando um vizinho, que não teve o nome divulgado, se irritou com a vítima e efetuou os disparos para impedir que ela concluísse o ritual religioso.

Intolerância religiosa
A Bahia já tem 135 casos de intolerância religiosa entre 2013 e agosto deste ano, segundo a Secretaria Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). Desse total, 29 aconteceram em 2018. O número já é maior que os 21 crimes registrados em todos os 12 meses do ano passado. 
Desde 2013 - ano da criação do Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela, órgão ligado à Sepromi -, o ano em que mais houve registros foi em 2016, com 32 ocorrências.

A Sepromi tem uma rede de atendimento contra a intolerância religiosa nos municípios. O contato deve ser feito através do (71) 3117-7448. O órgão é responsável por orientar a vítima a procurar a unidade mais próxima. Informações do Jornal Correio*