Bem vindo, Camaçari, 19 de Junho de 2018

Urologista do Hospital Central Sermege faz alerta sobre o câncer de próstata

Escrito por: Publicidade / CN - Ciência e Saúde - 12 de Março de 2018

O câncer de próstata é o segundo tipo mais frequente da doença entre os homens, perdendo apenas para o câncer de pele não-melanoma. Por esta razão, é sempre bom discutir o assunto e por isso a reportagem do Camaçari Notícias conversou com o Dr. Jesuíno Flores, urologista do Hospital Central Sermege.

Para começar, o Dr. Jesuíno explica que a próstata é uma glândula localizada abaixo da bexiga que tem a função de produzir uma proteína chamada de PSA (Antígeno Prostático Específico), que a ajuda a liquefazer o sêmen, além de auxiliar no controle urinário. “Na próstata há doenças benignas, como as prostatistes inflamatórias e infecciosas, que podem aparecer na forma aguda ou crônica, mas a mais comum é a hiperplasia prostática benigna (HPB)”.

O médico explica que a HPB causa um aumento progressivo e lento da glândula, comum em pacientes idosos. Os sintomas são jato urinário fraco e fino, hesitação para iniciar a micção (ação de urinar), aumento da frequência urinária, sensação de resíduo pós-micção e gotejamento no final da micção.

Porém o que preocupa são as ocorrências de câncer. Os tumores cancerosos aparecem mais frequentemente na zona periférica da próstata e não apresentam nenhum sintoma na fase inicial. Por isso, é fundamental fazer o acompanhamento com o urologista. “A Sociedade Brasileira de Urologia orienta que homens devem realizar o exame de toque retal a partir dos 45 anos de idade, para quem tem histórico familiar de câncer de próstata, e a partir dos 50 para aqueles que não têm casos na família”, afirma o médico.

Os dados são alarmantes. De acordo com o Dr. Jesuíno Flores, um diagnóstico de câncer de próstata é feito a cada sete minutos e a cada 40 minutos uma pessoa morre pela doença. “Quando os sintomas começam a aparecer, 95% dos casos já estão em fase adiantada. O diagnóstico precoce aumenta as chances de cura em até 90%”. O urologista pontua que os fatores de risco são a idade (no caso de idosos), hereditariedade, a raça negra (quatro vezes mais de chances do que o branco), obesidade e hábitos alimentares.

O diagnóstico é feito através do estudo do histórico familiar, do toque retal e do exame do exame de sangue para medir o nível do PSA. O exame de toque costuma ser o terror de muitos homens, mas é um procedimento fundamental na detecção da doença. “20% dos casos de câncer de próstata são diagnosticados exclusivamente pelo exame de toque retal”, informa o doutor.

O paciente descoberto com câncer de próstata pode ter a toda a glândula retirada (prostatectomia) ou passar por radioterapia, bloqueio androgênico e quimioterapia. Se não for tratada, a doença pode se espalhar e atingir outros órgãos (metástase).

 

O médico Jesuíno Pereira Flores é urologista no Hospital Central Sermege. Ligue (71) 3621-4575 e agende a sua consulta todas às quartas-feiras e às quintas a cada 15 dias. O Hospital Central Sermege está localizado na Avenida Luís Eduardo Magalhães, em frente ao supermercado Bompreço.

Outras Notícias:

Ciência e Saúde
Escrito por: CN com Assessoria de Comunicação
18 de Junho de 2018
 Veja Mais
Ciência e Saúde
Escrito por: Pesquisa Web
18 de Junho de 2018
 Veja Mais
Ciência e Saúde
Escrito por: Sheila Barretto
18 de Junho de 2018
 Veja Mais
Ciência e Saúde
Escrito por: Pesquisa Web
18 de Junho de 2018
 Veja Mais
Ciência e Saúde
Escrito por: Pesquisa Web
16 de Junho de 2018
 Veja Mais
Ciência e Saúde
Escrito por: Pesquisa Web
15 de Junho de 2018
 Veja Mais
 Veja todas as notícias

Buscar em Notícias

Cadastre-se

Receba nossos informativos no seu email:

Enquete

Como você avalia os Correios em Camaçari?

Resultado

Praça Desembargador Montenegro, n° 35, Centro,
Camaçari - BA
CEP: 42800-020

71.3627-5293
[email protected]

Navegação Rápida