Bem vindo, Camaçari, 17 de Julho de 2018

Motorista é sequestrado, torturado e morto; corpo é encontrado no HGE

Escrito por: Pesquisa Web - Polícia - 10 de Janeiro de 2018

O motorista chegou no HGE bastante ferido.

Após três dias de aflição e muita angústia, familiares do motorista do ligeirinho, Anailton Nunes Barbosa, 29 anos, desaparecido desde o último domingo (07), recebem a triste notícia do falecimento do seu ente querido na manhã desta quarta-feira (10/01), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

De acordo com Márcio Nunes Barbosa, 31 anos, o corpo do seu irmão foi localizado no Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador. Segundo ele, Anailton foi socorrido para a unidade de saúde no mesmo dia em que desapareceu. A vítima estava com ferimentos graves provocados por arma de fogo e golpes de faca.”Nós só ficamos sabendo hoje onde ele se encontrava. Ele foi socorrido na noite do domingo por volta das 19h, onde foi levado para o HGE. Mas infelizmente não resistiu aos graves ferimentos e veio a óbito ainda no hospital”, detalha.

Marcio aponta que o irmão foi sequestrado na tarde de domingo (7/1), entre os bairros Simões Filho 1 e Góes Calmon e levado por homens, ainda não identificados, para uma localidade na cidade de Terra Nova, município localizado a 84 km da capital baiana. Os criminosos demonstraram muita crueldade na ação e agiram com atos de atrocidade com Anailton. “Alguém o viu machucado e prestou socorro”, conta um amigo da família, que preferiu preservar sua identidade.

O corpo de Anailton se encontra no necrotério do Hospital Geral, HGE, em Salvador, aguardando o rabecão do Instituto Medico Legal Nina Rodrigues (IML), onde será submetido a exame de necropsia. Parentes e amigos relatam que Nanai era um rapaz bastante tranquilo e muito querido por todos. Ele deixa esposa e um filho de um ano, que moram na cidade de Castro Alves, localizada a 110 km de distância de Simões Filho. “Não é porque é meu irmão, mas ele é uma pessoa maravilhosa e não tem coragem de fazer mal a ninguém, muito pelo contrário”. lamenta a irmã Roselene Nunes.

INVESTIGAÇÃO
Autoria e motivação do assassinato ainda são desconhecidas. A polícia ainda não tem pistas sobre os autores do homicídio. O caso é investigado pela 22ª Delegacia territorial de Simões Filho, que já está trabalhando no caso.

DESAPARECIMENTO
Anailton Nunes, conhecido como Nanai, foi visto pela última vez na tarde de domingo (7), no bairro Cia II, onde mora com a irmã. Ainda segundo a família, Anailton estava desempregado e, começou a trabalhar como motorista de ligeirinho. Na oportunidade, a dona de casa, Roselene Nunes Barbosa, 36 anos, contou que viu o irmão sair de casa trajando uma bermuda, camiseta e boné cinza. “Ele saiu para levar um pessoal com destino a Góes Calmon e não voltou mais“, declarou.

Dois dias depois do desaparecimento, o carro dele — um Fiat Pálio branco — foi encontrado totalmente carbonizado, dentro de uma mata que fica entre a Via Parafuso e o bairro Góes Calmon, mas, apesar das buscas policiais (até mesmo com a ajuda de amigos e parentes), Anailton permanecia desaparecido. A família conseguiu chegar ao veículo por meio do sinal de GPS. Informações do site Simões Filho Online*

Outras Notícias:

 Veja todas as notícias

Buscar em Notícias

Cadastre-se

Receba nossos informativos no seu email:

Enquete

Você avalia o governo Rui Costa positivamente em qual setor?

Resultado

Praça Desembargador Montenegro, n° 35, Centro,
Camaçari - BA
CEP: 42800-020

71.3627-5293
[email protected]

Navegação Rápida