Polícia

Hóspede é baleado durante assalto em hotel no Caminho das Árvores

Escrito por Pesquisa Web em 16 de Maio de 2019
[Hóspede é baleado durante assalto em hotel no Caminho das Árvores]

Policiais militares na frente do hotel na manhã desta quinta (16) (Mauro Akin Nassor/CORREIO).

O hóspede Rogério Ferreira da Silva, 42 anos, foi baleado nas costas, durante um assalto, quando entrava no hotel Iguatemi Business Flat, no bairro do Caminho das Árvores, na noite de quarta-feira (15). A família dele chegava ao local com seus pertences, quando foi avistada pelos bandidos que se disfarçaram de clientes e também entraram no estabelecimento, de acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

Imagens das câmeras de segurança mostram, ainda segundo a SSP, o momento em que dois homens rendem Rogério, atiram e levam alguns pertences da vítima. Entre eles, um celular Iphone.

Confira o momento da ação dos bandidos:

A vítima foi socorrida pela Polícia Militar para o Hospital Geral do Estado (HGE). Ele permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), segundo o posto policial da unidade hospitalar. Não há informações sobre seu estado de saúde, nem sobre previsão de alta médica.

A SSP-BA informou que testemunhas já foram ouvidas e devem ajudar a identificar todos envolvidos no crime. O hotel fica na Rua da Alfazema, região com pouco movimento do bairro nobre.

A secretaria informou ainda que as polícias Civil e Militar já identificaram e apreenderam o veículo utilizado na fuga da dupla que assaltou e baleou o hóspede. O localizador do Iphone ajudou a polícia a encontrar o carro utilizado - um táxi, que estava na região do Nordeste de Amaralina, onde o proprietário reside. Em depoimento, ele informou que o veículo estava alugado a um terceiro, que é procurado.

Imagens do sistema de segurança do hotel também já estão em posse da polícia. Equipes da Rondesp/Atlântico, da 40ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Nordeste de Amaralina), da 16ª Delegacia (Pituba) e do Departamento de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) fazem buscas para localizar os criminosos. Informações do Jornal Correio*

Compartilhe!